Com a aplicação de metodologia ágil obteve-se melhorias que corrigiram etapas do processo industrial da Plastiline, indústria de embalagens situada em Flores da Cunha – RS.

O projeto de Gestão por Processos ocorreu no período de maio a julho de 2019, tendo participação ativa da equipe Plastiline na execução dos planos de ação, por meio de sprints (os objetivos são desmembrados em tarefas progressivas a realizar em curtos espaços de tempo), com a consultoria de Joselaine Vezaro, especialista em melhoria e transformação de processos.

Os principais problemas a serem solucionados eram: falta de alinhamento da produção para atender as demandas dos clientes, comunicação ineficaz entre os processos, índice de reclamações dos clientes acima do esperado, não atingimento de meta de faturamento e desperdício de matéria-prima.

As melhorias implantadas foram consistentes.

E a performance continua melhorando!

META DE FATURAMENTO

INDICADOR/

MÊS 2019

MAI

JUN

JUL

OUT

NOV

DEZ

Qtde – KG

108% 108% 103%

105% 110% 106%

Valor – R$

104% 105% 100%

105% 108% 101%

REDUÇÃO NA QUANTIDADE DE MATÉRIA-PRIMA CONSUMIDA (Aceitável: 500KG/mês) (RETORNO DE TINTAS DAS IMPRESSORAS)

“A grande diferença percebida com o Projeto conduzido pela BMC é a melhora no engajamento dos colaboradores. Foi quando começaram a perceber os resultados obtidos  com as melhorias implementadas e que, realmente, as atividades dos seus processos contribuem para o resultado da organização”. – Roberto Paganella Neto – gerente de operações da Plastiline

Deixe um comentário